PMM---H1N1---728X90px (2)
PMM---BEM---WEBBANNER-728X90px (1)

Eleições 2020: ex-prefeitos devem se unir para derrotar atual prefeito do Pilar

Ao que tudo indica a cidade do Pilar terá uma das eleições mais disputadas dos últimos anos. Segundo fontes do Blog Kléverson Levy, dois ex-prefeitos devem se unir para derrotar o atual prefeito Renato Rezende Filho, o Renatinho (PV), em 2020.

Oziel Barros e Carlos Alberto Canuto se encontraram numa festa entre correligionários no último final de semana, na Chã do Pilar. Na mesa de discussão, de acordo com a fonte do Blog, o pleito do próximo ano.

Na linha de oposição ao atual prefeito pilarense, o nome que poderá sair dessa rodada de negociações é o do filho de Oziel Barros e candidato derrotado em 2016, Douglas Barros (PR), que também é ex-vereador do município.

No pleito de 2016, Renatinho Rezende derrotou o tio (Carlos Alberto Canuto) com uma diferença de quase três (3) mil votos – exatos 2.954 (44.10% válidos). Já Douglas Barros obteve 5,327 votos ( 26.48% válidos).

Ou seja, o resultado para 2020 – como o Blog Kléverson Levy sempre vem mostrando em vários municípios – é a oposição se unir para derrotar quem está na situação. Todavia, é sábio que quanto mais nomes na disputa eleitoral é maior a chance do prefeito ser reeleito.

Além disso, favorece o nome de Renatinho – como é chamado pelos mais próximos – o título de um dos melhores prefeitos – em Alagoas – com 87% de aprovação, segundo o Instituto Brasileiro de Pesquisa (Ibrape) .

Aliança futura?

Canuto e Oziel, portanto, podem formar uma “aliança” para conquistar o Poder que já foi deles no passado recente. Os dois ex-prefeitos, ressalte-se, também foram adversários políticos nas últimas eleições.

Porém, apesar de ainda ser uma ‘provável’ união pela eleição do Pilar de 2020, o ex-vereador Douglas Barros, filho de Oziel Barros, já é um pré-candidato a prefeito desde o término da eleição de 2016.

Douglas, na Câmara de Vereadores, ainda tem o irmão Benedito Cavalcante Barros, o Biu Barros (PR), primeiro suplente da coligação PR, PRTB, PTC, DEM e PRB, e que assumiu – em maio deste ano – o lugar de Rosenaldo Gomes Cavalcante (PRTB), após renunciar ao mandato no legislativo municipal.

Por fim, a grande-pequena Pilar – provavelmente – terá uma das eleições mais disputadas dos últimos anos entre os Barros e Canutos e Rezendes pela Prefeitura local. Será?


Deixe um comentário