webbanner_BEM+VALORIZA_728x90px
WhatsApp Image 2021-11-04 at 14.44.55 (3)

Vice-prefeito acusa secretário de Estado de ‘interesses políticos e barganha’ em audiência sobre privatização do SAAE de Penedo

Por Kléverson Levy

Um audiência pública na Câmara Municipal foi realizada – esta semana – para debater sobre o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Penedo.

A divergência de opiniões pela privatização fez, inclusive, com que funcionários do SAAE Penedo realizassem uma manifestação – em frente à Prefeitura – para cobrar respostas das autoridades sobre o assunto. 

No calor da discussão no legislativo municipal, o vice-Prefeito de Penedo, João Lucas (PTB), acusou o secretário de Estado do Desenvolvimento e Turismo (Sedetur), Március Beltrão (PDT), de ‘interesses políticos e barganha’.

Beltrão se manifestou contra a concessão de serviços do SAAE para a iniciativa privada e, consequentemente, contra ao ato de adesão de Penedo ao Marco Legal do Saneamento.

O atual secretário do Turismo diz que essa concessão, caso aconteça, será ‘maléfico para população penedense’.

“Eu quero dizer que não tenho nada contra ninguém. Agora, contra essa concessão, da forma como ela está sendo colocada, eu sou totalmente contrário. E dizer a vocês que: jamais me escondo, fico debaixo da cama, não tenho medo de dar a cara a bater e o povo de Penedo em conhece não é de agora. Eu vejo com muita preocupação tudo isso que vem acontecendo. O SAAE de Penedo é viável. Os estudos apontam isso”, respondeu.

Audiência Pública na Câmara de Penedo / Fotos e víddeos: Geo Penedo

Ainda durante a audiência, o também ex-prefeito penedense pediu ao atual prefeito, Ronaldo Lopes (MDB), que respeitasse às leis do município de Penedo.

“Gostaria de pedir ao amigo Ronaldo Lopes, prefeito dessa cidade, eleito no último certame eleitoral, pela grande maioria dos penedenses, que respeite às leis do município. Respeite o contrato de programa”, cobrou Március Beltrão.

Confira o trecho no vídeo abaixo!

Rebate do vice

Já vice-Prefeito de Penedo, João Lucas (PTB), acusou Március Beltrão de ‘interesses políticos’ na defesa contra concessão do SAAE local. O também radialista explicou que o Sedetur é ‘quem manda no SAAE’ e o tratou como sendo um ‘artista’.

“Quem manda é ele. Március é artista. O prefeito é ele. Március quem faz toda barganha no SAAE. Quem manda é ele. Os empregos são dele. E ele é quem usa politicamente. Aí vem para cá tentar enganar a população. Eu não me calo diante disso não. De forma alguma. Disse que é contra, mas é mentira. Se os dois [o prefeito Ronaldo e Március] fossem contra iam desgastar um grupo. Aí fica um contra e a favor. Porque na hora da eleição não estão os dois desgastados. É simples”, rebateu João Lucas criticando ainda o prefeito Ronaldo Lopes que não compareceu na audiência.

Veja o vídeo!

Confira a audiência pública Clicando aqui!

Portanto, essa discussão sobre a concessão dos serviços de água e esgoto, através de SAAEs e outras autarquias idênticas, tem causado preocupação aos moradores em vários municípios alagoanos.  

Em tempo!

Após Governo de Alagoas e a empresa privada BRK Ambiental, que assinou o contrato de concessão da Companhia de Abastecimento de Alagoas (Alagoas) para a prestação dos serviços de água e esgoto das 13 cidades da Região Metropolitana de Maceió, o serviço não foi mais o mesmo.

Por fim, trinta (30) municípios alagoanos estão discutindo um plano viável de concessão dos serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto para ser implantado.

Ou seja: a estimativa é que um milhão de habitantes terão que aceitar a concessão dos serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto nas cidades.

Afinal, os prefeitos destes municípios devem se juntar para formar o segundo maior bloco de concessão de água do Estado, perdendo apenas para o bloco A, da Região Metropolitana de Maceió.

É isto!

#VidaQueSegue

Email: kleversonlevy@gmail.com

Redes sociais: @blogkleversonlevy

Deixe um comentário