PMM---H1N1---728X90px (2)
PMM---BEM---WEBBANNER-728X90px (1)

UPA de Coruripe foi usada como ‘palanque eleitoral’

Foto: Internet

No final de semana, circulou nas redes sociais vídeos relacionados ao fechamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Coruripe.


Por algumas horas, a UPA teve que realizar alguns ajustes devido a superlotação que está acontecendo em vários hospitais do Estado por causa do Covid-19.


Enquanto autoridades do município buscavam encontrar solução para o caso, teve deputado estadual antecipando o que não havia acontecido.


O ‘fuzuê’ na cidade foi grande e a população ficou apavorada pelo acontecido e divulgado pelo parlamentar. Enquanto isso, no mesmo dia, o sábado, 16, a Secretaria de Saúde de Coruripe publicou nas redes sociais que o problema havia sido resolvido.
A videoconferência reuniu o prefeito Joaquim Beltrão; secretário municipal de Saúde,  Everaldo Vieira Neto; além dos Promotores de Justiça de Coruripe, secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, e representantes do Hospital Carvalho Beltrão. Como resultado, as autoridades conseguiram resolver o problema da UPA Coruripe.


“O secretário Everaldo Vieira participou neste sábado, 16, de uma reunião com várias autoridades do Estado e município. O prefeito Joaquim Beltrão também esteve na videoconferência, juntamente com os Promotores de Justiça de Coruripe, secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, e representantes do Hospital Carvalho Beltrão. O atendimento na UPA foi normalizado e está disponível para os cidadãos coruripenses. Fake News é crime!”, diz o texto da postagem.


Já o deputado estadual deu a notícia sem antes procurar – de fato – saber da real situação e, muito menos, da reunião que envolveu o prefeito, secretários (Estado e município), promotores (Justiça) e autoridades interessadas no sentido de resolver o problema e pensando no bem para população.


Em tempo de Pandemia e Covid-19, todavia, a informação tem que ser passada de forma verdadeira, apurada e responsável para não aterrorizar ou provocar terror nas pessoas que são as mais prejudicadas.


Normalizado! 


O atendimento na UPA foi normalizado e está disponível para os cidadãos.


Porém, o que não pode ocorrer é usar de uma situação para fazer palanque eleitoral em ano de eleição e prejudicar a população que foi a parte mais afetada.


O momento, portanto, é pensar no bem das pessoas e contribuir para que o Covid-19 não se alastre ainda mais.


Não é tempo de pensar em eleição ou fazer palanque eleitoral com a desgraça dos outros.

Redes sociais: @kleversonlevy e @blogkleversonlevy

Deixe um comentário