Webbanner_BEM_728x90px
Webbanner_BEM_728x90px

Retirada da disputa em 2016, secretária pode ser o ‘fiel da balança’ de 2020 em Junqueiro

Fotos: Redes Sociais

Apesar de não demonstrar ‘sinais’ com vistas às eleições de 2020, a secretária executiva de Gestão Interna da Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e Juventude (Selaje), Morgana Tavares (MDB), pode fazer a diferença em Junqueiro.

Considerada uma liderança política em sua cidade natal, a atual secretária da gestão de Renan Filho (MDB) é apontada como o ‘um nome suave’, capaz de enfrentar a oposição, se for colocada na briga pelo Executivo local.

Segundo fontes do Blog Kléverson Levy, ao analisarem pesquisas internas apontando o bom posicionamento de seu (dela) nome na disputa pela Prefeitura local, Morgana não é ‘carta fora do baralho’ para o ano eleitoral vindouro. 

A jovem junqueirense, inclusive, teve o desejo de ser candidata em 2016 e adiou o sonho de se tornar prefeita a pedido do governador RF que preferiu unir as duas principais famílias adversárias na cidade: os Pereiras e Tavares.

Com isso, o atual vice-prefeito de Junqueiro, Zé Tavares Neto, o Neto Tavares (MDB), irmão de Morgana, foi colocado na chapa – formada pela intervenção de RF – e eleito ao lado do prefeito Carlos Augusto (MDB).

Entretanto, vale destacar que a vitória de Carlos Augusto e Neto Tavares quase se transformava em derrota. Em 2016, o candidato de oposição, o empresário Cícero Leandro Pereira da Silva, o Leandro Silva (PPS), que quase venceu o pleito.

Leandro por pouco não derrotou o atual prefeito, bastante ligado à família Pereira, e que se uniu aos Tavares a pedido do Palácio República dos Palmares. A dupla Carlos/Neto obteve 6.964 votos (49.51% válidos) e o empresário Leandro 6.961 votos (49.49% válidos).

Analisando 2020!

Para o pleito de 2020, o empresário Leandro Silva já desponta como um forte candidato contra o atual prefeito Carlos Augusto que, ainda de acordo com informações de bastidores, deve disputar à reeleição.

Em pesquisas realizadas na cidade de Junqueiro, no qual o Blog Kléverson Levy teve acesso aos dados, levando em conta os percentuais de insatisfação/rejeição da gestão atual, as chances da oposição só crescem para eleição do próximo ano.

Ou seja, de acordo com os informações das pesquisas que estão internamente “guardadas” para análise dos grupos políticos, o nome que aparece como o ‘fiel da balança’, na briga pela Prefeitura, é – de fato – o da secretária de RF, Morgana Tavares.

Portanto, as famílias Tavares e Pereira devem analisar – diante dessas pesquisas em mãos – o nome de consenso ( e acerto) para não ocorrer uma possível derrota na eleição do próximo ano.


Já o empresário Cícero Leandro Pereira da Silva, o Leandro Silva (PPS), vai ganhando ‘musculatura política’ em cima dos erros administrativos da dupla Carlos Augusto/Neto Tavares.

Por fim, sabe-se também que as chances de uma eleição ‘tranquila’, com a mesma dobradinha formada em 2016, são remotas. Três anos de mandatos foram suficientes para o eleitor junqueirense mudar de opinião a respeito da atual administração.

Será? 

Porém, 2022 não é tão longínquo para quem almeja vitórias eleitorais já em 2020!  

Redes sociais: @kleversonlevy e @blogkleversonlevy 
Deixe um comentário