webbanner_BEM+AULAS COM CUIDADO_728x90px
webbanner_BEM+AULAS COM CUIDADO_728x90px

Renan Filho aponta para um sucessor que, por hora, teve grande ganho político

Por Kléverson Levy

Esta semana foi uma semana decisiva – politicamente falando – para o governador Renan Filho (MDB) na área da Educação.

Ao se reunir com a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal), para tratar de assuntos pertinentes à categoria, o governador de Alagoas consegue um ato oficial de ganho político.

Leia + Aqui! “Nossa luta foi bastante válida”, relata presidente do Sinteal sobre a volta dos 14%

RF faz as pazes com a classe da Educação, de maneira institucional, e demostra que se ‘entendeu’ – até o momento – com os servidores que estavam numa ‘briga’ constante contra os 14% dos aposentados e pensionistas.

Ao mesmo tempo que “percorre trechos” – em várias áreas e segmentos do estado – para corrigir os erros em seu governo, o chefe do Estado busca um nome (dele) para a cadeira que está sentado.

Fica claro que o filho do senador Renan Filho (MDB) tem três aliados na mesa do Palácio República dos Palmares que podem ser o seu (dele) sucessor em 2022.

Além de Alexandre Ayres (Saúde) e Fábio Farias (Governo), os mais amigos oriundos de Murici, a peça chave da sucessão é também Rafael Brito (Educação).

Brito conseguiu colocar na mesa o governador, a diretoria do Sinteal e representantes da Educação / Fotos: Seduc

Não é à toa que Brito saiu da Secretaria de Estado do Desenvolvimento e Turismo (Sedetur) para Educação. Logo, de imediato, o novo Seduc trouxe para o chefe do Executivo estadual uma categoria que vive às turras com o governo.

Todavia, é um grande ganho político para o governador que ainda terá tempo para trabalhar o secretário de Educação – é que se desenha e entende nos bastidores – como um sucessor da cadeira que está sentado.

Será?

#VidaQueSegue

Email: redacao@blogkleversonlevy.com.br

Redes sociais: @blogkleversonlevy

Deixe um comentário