PMM---H1N1---728X90px (2)
PMM---BEM---WEBBANNER-728X90px (1)

‘Rasteiras’ antes das convenções partidárias mostram o interesse pelo Poder

Foto: Internet


Pré-candidatos a prefeitos começam a sentir o gosto da  ‘traição’ antes mesmo da eleição de 2020 começar – de fato – na busca pelo voto do eleitor.

Mensagens que chegam ao Blog Kléverson Levy dizem respeito ao clima político que vai se formando em boa parte dos municípios alagoanos.

As famigeradas ‘rasteiras’ tiveram início antes mesmo das convenções partidárias acontecerem para escolha das chapas e nomes que estarão na disputa pelas Prefeituras do estado.

No envolto disso tudo, muita demagogia, promessas que serão renovadas, discursos calorosos e um estilo político arcaico de dizer “vamos fazer, eu fiz, eu mandei, eu trouxe, eu vou fazer, eu vou trazer…”.


Em sua maioria, alianças que para uns surgem como forma de mudança; para outros, entretanto, servem apenas como uma conquista de Poder que resultará na divisão de cargos e “fatia do bolo” na administração municipal.

A ganância e a vontade de formação de grupos políticos, aos 45 minutos da eleição de 15 de novembro, mais uma vez, unem desafetos antigos que agora serão tratados como “amigos” – entre abraços e tapinhas nas costas – no período em vigência.

Que a população não se deixe enganar pela chamada “união” de novos amigos/aliados que, no passado não tão distante, estiveram em palanques contrários atacando um ao outro na sede de briga pelo Poder.

Há de salientar ainda que muitos pré-candidato das cidades onde a união política surge – repentinamente – passaram três anos e meio usando da estrutura do Executivo e, na reta final para iniciar o pleito, pularam o barco depois de se alimentarem com a fatia do bolo que o Poder sempre oferece aos que se tornam oportunistas e traidores.


Portanto, novas alianças e uniões de velhos inimigos são sinais da hipocrisia de quem sempre, na política e com a política, vai trair os aliados ao pensar apenas no bem pessoal e familiar.

Afinal, ainda tem muita gente com sede de PODER e que trabalha nos bastidores da política alagoana como um lobo em pele de cordeiro.

Que o eleitor não se deixe ludibriar para entrar no jogo ganancioso dos que se dizem defensor da população e querem apenas o Poder pelo Poder.

Por fim, não tentem entender a política. Política é Política! No jogo dos adjetivos, há traições, ganância, Poder, falsidade, deslealdade, hipocrisia, perfídias….

Mas, por outro lado, há quem faça a política pelo bem das pessoas.

Estamos de Olho!

#VidaQueSegue

Email: kleversonlevy@gmail.com

Redes sociais: @kleversonlevy @blogkleversonlevy

Deixe um comentário