webbanner_BEM+AULAS COM CUIDADO_728x90px
webbanner_BEM+AULAS COM CUIDADO_728x90px

Opinião: quando a assessoria se perde pela crítica é hora da reinvenção profissional

Por Kléverson Levy

Já escrevi – anteriormente – que o jornalismo me surpreende a cada dia em que estou de labuta. Seja na Assessoria, na vida política, aqui no Blog e, no exercício profissional diário, aprendi muito – e ao longo do anos – até como ser humano.

De fato, os leitores que me acompanham devem indagar o porquê do título ou deste texto publicado. Explico!

Eis que numa matéria postada aqui no Blog Kléverson Levy, fui pego de surpresa com um questionamento de uma assessoria que se indignou pelos fatos narrados e a denúncia apresentada.

Na tentativa de desqualificar o trabalho ou desmentir os fatos verdadeiros, o contato serviu apenas para uma insulto (em que há ou expressa desprezo) aos relatos publicados pelo fato de incomodar o assessorado ou a profissional.

Aprendi que no jornalismo – e faço aqui no Blog Kléverson Levy – temos de ouvir os dois lados, como preconizava – diariamente – os dias de estudos acadêmicos e que, atualmente, coloco sempre em prática.

Porém, de fato, se há colegas que não sabem lidar com o deadline, todavia, devem voltar à vida estudantil para aprender que o tempo de resposta tem tempo.

Fotos ilustrativas / Internet

Publicar um texto sem ouvir os citados nunca foi minha função como profissional; muito menos neste espaço que é utilizado para mostrar à sociedade, por muitas vezes, uma realidade que os maus políticos tentam esconder da população.

Não sou a favor do autoritarismo, prepotência, soberba, altivez ou daqueles que considera que o cargo está acima de tudo e de todos. Diante desta situação vivida, a demonstração numa simples ligação foi de pura falta de senso crítico, discernimento e apontou uma profissional sem autoconfiança.

A Assessoria de Imprensa/Comunicação, seja ela qual for, e, principalmente, na seara da política, tem que haver um estreitamento de relação com o jornalismo.

Partir para o embate ou desqualificar o trabalho profissional é criar rusgas e indiferenças na relação assessoria/jornalista. Quando a assessoria se perde pela crítica é hora da reinvenção profissional.

Por fim, se gestores/prefeitos/e ou secretários (a) não sabem responder pela pasta e joga a ‘bola’ para assessoria, entende-se, portanto, que é apenas mais um sentado na cadeira para assinar papel.

Fotos ilustrativas / Internet

Conclusão!

Fico com as palavras de grandes colegas jornalistas, sem citar os que admiro desde o começo da profissão, mas que afirmam cotidianamente:

  • “hoje em dia não fazem mais jornalistas como antes. Nem projeto de jornalista se tem mais como antigamente. Falta o sangue jornalista nas veias de tantos profissionais que afirmam ser jornalistas”.

Isso é fato! Triste! Mas é a vida profissional em dias atuais!

Assessoria tem que ter uma relação institucional de respeito e profissional, portanto, mesmo quando o assessorado não é benquisto na imprensa.

Já o Blog Kléverson Levy reitera o cumprimento na prestação de serviço à sociedade, o compromisso do jornalismo com credibilidade e respeito, e reafirmando sua luta pelo social.

#VidaQueSegue

Email: kleversonlevy@gmail.com

Redes sociais: @blogkleversonlevy

Deixe um comentário