Webbanner_BEM_728x90px
Webbanner_BEM_728x90px

Penedo terá dois (ou 3?) nomes de ‘peso’ na briga por uma vaga na ALE

Por Kléverson Levy

Após o rompimento político entre atual vice-prefeito e ex-vereador de Penedo, o radialista João Lucas (PTB), e o prefeito Ronaldo Lopes (MDB), a disputa pela vaga na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) abre chances de escolha do eleitor e poderá ter até três nomes que representem o município.

Na ‘ala’ situacionista, o filho de Ronaldo Lopes e atual secretário municipal de Saúde, Guilherme Lopes (MDB), é o indicado do Poder Executivo para Casa de Tavares Bastos em 2022.

Considerando o rompimento, ao falar no nome oposicionista para representar o baixo São Francisco no legislativo estadual, o radialista João Lucas é o candidato e já disse a todos que não abre mão de sua (a dele) candidatura à ALE.

Como já postado no Blog Kléverson Levy, a separação (política) entre Lucas e Lopes se deu, principalmente, por “questões administrativas” que esbarram – também – em (des) entendimentos políticos.

João Lucas e Ronaldo Lopes estão rompidos / Fotos: Redes Sociais

Numa terceira via política, apesar de dizer aos quatro cantos que prefere sair à Câmara dos Deputados, o ex-prefeito Március Beltrão (ainda no PDT?), poderá entrar nessa ‘briga’ eleitoral para diminuir o impacto político e pensar, majoritariamente, em 2024.

São três nomes, Lucas, Lopes e Beltrão, que estão em sintonia com a política penedense, com serviços prestados na cidade e, consequentemente, dividirão os votos do eleitorado ribeirinha no município.

Portanto, o vice-prefeito deverá – mais do que nunca – ser candidato a deputado estadual; o secretário de Saúde já é escolhido do prefeito; e a (in) decisão – via bastidores – ainda é o ex-prefeito confirma sobre sua candidatura futura à ALE ou Câmara dos Deputados.

Será?

#VidaQueSegue

Email: kleversonlevy@gmail.com

Redes sociais: @blogkleversonlevy

Deixe um comentário