Webbanner_BEM_728x90px
Webbanner_BEM_728x90px

Palmeira dos Índios, minha terra, completou 132 anos de Emancipação Política

Por Kléverson Levy

Na última sexta-feira, 20, a cidade de Palmeira dos Índios completou seus 132 anos de Emancipação Política. Justa e correta toda forma de homenagear o aniversário da Princesa do Sertão.

Que orgulho nascer numa terra de filhos ilustres entre artistas, escritores e grandes políticos, a exemplo de Jofre Soares, Jacinto Silva, Waldemar de Souza, Luiz Torres, Tenório Cavalcante, Monsenhor Macedo, Enéias Simplício, Minervo Pimentel, Noé Simplício e várias personalidades da história palmeirense. 

Cidade também administrada pelo grande escritor Graciliano Ramos, a “Princesa do Sertão” – como sempre foi conhecida – é a terceira maior de Alagoas e tem aproximadamente 74 mil habitantes (dados do IBGE/população estimada em 2015). 

Cristo do Goíti é a maior representatividade do município / Fotos: Arquivo A Palmeirada

Dos 132 anos de Palmeira dos Índios, muitas histórias, conquistas, perdas, ganhos e uma cidade que – administrativamente – parou também no tempo.

Há 20 anos – aproximadamente – que deixei minha terra para ir em busca dos sonhos e vitórias que obtive até hoje. Porém, ao retornar ao município, me pego sempre pensando que estou no passado ao ver de perto uma cidade que o tempo não mudou em nada.

Será?

Como sempre digo e reitero: Que possamos ver nossa querida Palmeira dos Índios – onde nasci, cresci e um dia retornarei – com um futuro melhor para todos que vivem nela. 

“Oh, minha Palmeira! 
Sejas sempre idolatrada 
Dentro em nosso coração. 
Tu, Palmeira abençoada, 
A Princesa do Sertão
“, trecho do hino da cidade.

Parabéns, Princesa do Sertão!

#VidaQueSegue

Email: redacao@blogkleversonlevy.com.br

Redes sociais: @blogkleversonlevy

Deixe um comentário