Webbanner_BEM_728x90px
Webbanner_BEM_728x90px

PAA Leite: o maior programa social de combate à fome de Alagoas

 Por Ascom Seagri-AL

O programa que distribui leite nos 102 municípios alagoanos é sinônimo de comida na mesa para muitos que vivem na linha da pobreza e abaixo da linha da pobreza.

Segundo estimativas, é a realidade de muitos ter o leite recebido através do Programa de Aquisição de Alimentos como a única fonte de alimento diária.

Há 19 anos, o PAA Leite disponibiliza leite de vaca e cabra pasteurizados para milhares de famílias carentes. O programa também fomenta a economia por meio da geração de emprego e renda de agricultores familiares que fazem parte dessa ação beneficente.

Semanalmente, 3.200 produtores familiares encaminham cerca de 240.000 mil litros de leite para seis cooperativas que fornecem e pasteurizam o alimento, que em seguida é doado para aproximadamente 60 mil beneficiários.

Gustavo Melo trabalha, assiduamente, para não deixar faltar um dos principais auxílios das famílias assistidas pelo PAA.

“O programa do leite aqui na associação Village Campestre II, beneficia 39 famílias carentes que às vezes não têm alimentação para o dia a dia”, comentou.

Prefeituras municipais de Alagoas, Conselho Municipal e Estadual de Assistência Social, Cooperativas de pequenos produtores rurais trabalham em conjunto para que o benefício não deixe de ser distribuído no estado.

Fotos: Seagri-AL

Combate à fome

A distribuição de quatro litros de leite por semana contribui com a alimentação de famílias em situação de vulnerabilidade social.

Milton Júnior é coordenador de um dos pontos de recebimento do programa do leite na comunidade do Village Campestre II, e expôs a dimensão da ação conjunta entre o Governo do Estado, os produtores e as cooperativas na vida da população que vive em risco alimentar.

“Venho aqui reforçar a importância desse programa no quesito social e nutricional de crianças e famílias na situação de vulnerabilidade e extrema pobreza que são contempladas com esse alimento. Eu gostaria de agradecer ao Governo do Estado e a todos os que contribuem de forma direta e indireta, com a manutenção desse programa, e assim, colaboram na luta contra a erradicação da fome em nosso estado”, falou.

Os beneficiários que têm prioridade em receber o leite são crianças de até seis anos de idade, gestantes, lactantes e idosos. Também podem ser auxiliados com o programa, os que têm o NIS no perfil da pobreza e da extrema pobreza.

Coordenadora do programa do leite no município de Cajueiro, Aglaine Rodrigues mostra gratidão ao Governo de Alagoas e à Seagri.

“Por meio da iniciativa da Seagri, hoje entregamos, 2 mil e 40 litros de leite para os que vivem em vulnerabilidade em nosso município. Destaco que essa distribuição visa garantir a qualidade nutricional da população e a segurança alimentar, pois ambas afetam a vida e a coletividade. A importância da distribuição é inegável. Agradeço ao Governo do Estado pelo programa em prol das famílias alagoanas que vem tirando a fome e a pobreza extrema”, agradeceu.

Além de combater a fome, o leite fornecido pelo programa é responsável pela diminuição da mortalidade infantil estadual, pela melhoria das condições da gestante na hora do parto e pelo auxílio no desenvolvimento mental das crianças em idade escolar.

Os reflexos da pandemia

Com a crise ocasionada pela pandemia, os valores de produtos essenciais da cesta básica subiram, muitos chefes de família perderam o emprego, e consequentemente, tiveram a renda escassa. Por isso, a população carente aumentou consideravelmente.

O alimento distribuído semanalmente, tornou-se mais viável para ser adquirido pelas famílias de baixa renda que não têm condição de comprá-lo. Além de garantir o sustento de muitos e combater a fome, o leite também se destaca por proporcionar renda aos produtores que participam do PAA.

Durante reunião com o Ministro da Cidadania, João Roma, o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura de Alagoas, Maykon Beltrão, assegurou a chegada de cerca de R$ 12,6 milhões para a ampliação do PAA Leite nos municípios alagoanos.

Com o valor recebido, será viável garantir que mais famílias possam ser contempladas com o alimento e mais produtores participem do projeto.

O novo sistema

Neste mês, o novo sistema do PAA Leite completou um ano de atividade, e para esclarecer tudo sobre o funcionamento do programa aos responsáveis municipais, durante a última semana de julho, houve um evento que capacitou os responsáveis pela organização do PAA Leite nos municípios alagoanos.

Na ocasião, participaram, coordenadores municipais do leite e secretários das 102 cidades do estado.

Deixe um comentário