Slider

Jó Pereira defende adoção de medidas urgentes e melhorias em pacote econômico de RF

Por Assessoria

Diante do agravamento da segunda onda da pandemia do novo coronavírus, a deputada estadual Jó Pereira (MDB) defendeu a adoção de todas as medidas necessárias para garantir o atendimento no sistema de saúde de Alagoas aos pacientes da Covid-19.

“A saúde coletiva, a vida do alagoano tem que estar em primeiro lugar”, afirmou em pronunciamento na sessão desta terça-feira (16).

A parlamentar falou também sobre o pacote de medidas econômicas anunciado pelo Governo do Estado, para minimizar os impactos da pandemia, lembrando que ele precisa contemplar todas as empresas, negativadas ou não.

“A segunda onda dessa terrível pandemia tem se agigantado, vem avassaladora e com muito mais fatores preocupantes. Seja na maior contaminação, no número de casos que precisam de hospitalização, assim como necessidade de oxigênio e UTI, ou seja, no aumento da gravidade dos sintomas e das consequências”, disse Jó, acrescentando que, se necessário, o lockdown deve ser decretado para evitar o contágio em um ritmo acima da capacidade de atendimento do sistema de saúde público e privado.

Para ela, embora anunciada, a segunda onda foi menosprezada em Alagoas e no país, na falta de diálogo e na dicotomia dos “contra o distanciamento social, esses que chamam essa pandemia de gripezinha e defendem o uso da cloroquina, contra aqueles que são favoráveis ao distanciamento social. Dos com máscaras contra os sem máscaras. Da discussão onde ambos têm razão, daqueles que dizem que defendem a vida e dos que defendem o emprego, os empresários, a economia. Não é essa lógica que está em discussão. A discussão que precisa ser motivadora das discussões é a capacidade de atendimento às pessoas”, analisou.

Decisões e pacote econômico

A deputada destacou que somente o governo do Estado pode definir e adotar as medidas para conter o agravamento da segunda onda:

“Ele decidiu desde o começo dessa pandemia, sem reuniões, sem ouvir, sem dialogar, e pode mudar, mas o que não pode é adiar decisões importantes e necessárias… Agora, sempre estivemos à disposição, e mais uma vez todos dessa Casa continuarão à disposição. E onde for possível ajudarmos, vamos ajudar. Continuaremos dando sugestões, fazendo avaliações, críticas e aplausos quando merecidos”.

Sobre o pacote de incentivo às empresas de determinados setores, anunciado pelo governo do Estado, Jó analisou que ele “chegou tarde e necessitando de ajustes, mas antes tarde do que nunca, e foi merecedor de aplausos.

“O pacote precisa contemplar todas as empresas, negativadas ou com o nome limpo, pois muitas delas ficaram com o nome sujo ou tiveram piorada sua situação pelo atraso de medidas, como as agora anunciadas, entre outras possíveis. Dinheiro em caixa já existia desde ano passado, e dinheiro ‘que deixa de arrecadar’ para apoiar, sempre foi possível. É hora de pensar, é hora de planejar, é hora de agir, é hora de multisetorialidade e simultaneidade, aqui em Alagoas e em todo o Brasil. Como já era hora em março, em abril, junho e setembro do ano passado…”, disse Jó Pereira.

(Ascom deputada Jó Pereira)

Deixe um comentário