PMM---VACINA-MACEIO---WEBBANNER-728x90px

‘Governo completamente oco e bizarro’, diz Paulão na série #90DiasdeMandato

Dando continuidade na série de reportagem #90DiasdeMandato, que pretende ouvir toda a bancada federal de Alagoas sobre o que eles – eleitos e reeleitos – avaliam nesses quase 90 dias como parlamentar, entrevistamos o deputado federal Paulão (PT).

Ex-vice-líder do PT na Câmara dos Deputados, o alagoano também é – atualmente – titular na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional. O petista – através de sua assessoria – respondeu ao Blog Kléverson Levy como avalia esses quase 90 dias de um novo Governo e de mandato em Brasília.

“Nesses primeiros 90 dias de mandato estivemos voltados para enfrentamento da agenda de retrocesso e desmonte das políticas sociais promovidas pelo governo do Jair Bolsonaro. Programas como o Minha Casa Minha Vida, Mais Médicos, Ciências Sem Fronteiras, ProUni, o Pronaf, entre outros, estão sofrendo com a paralisia total, em função da visão descompromissada do governo atual com as camadas menos abastadas da sociedade. Se o governo Lula trabalhava por quem mais precisa, o Bolsonaro faz o caminho inverso e atua na defesa dos mercado financeiro e das grandes corporações. É na defesa dos interesses do povo mais simples do País e de Alagoas que tenho atuado dentro do Congresso Nacional. Seja na tribuna da Câmara ou nas comissões das quais participo”, destacou Paulão.

O petista também opinou quando perguntado sobre o Governo Bolsonaro para o Brasil. Paulão tratou o “novo” Governo como sendo ‘oco e bizarro’ – no sentido de que o país tem sido prejudicado lá fora.

“Temos um governo de perfil mais que atrasado, que transcende o conservadorismo e que tem se notabilizado por uma postura errática e sem uma agenda proativa. Um governo, portanto, completamente oco e bizarro. É com isso que temos nos preocupado, por que em função desse comportamento dos governantes a imagem do Brasil tem sido amplamente prejudicada lá fora”, ponderou Paulão.

Ao falar do Congresso Nacional 2019, após o resultado das urnas de 2018, o alagoano já avalia que as pautas analisadas e que serão votadas na Câmara dos Deputados denotam sentimento de retrocesso para o país.

“Nada tem sido fácil considerando que hoje temos um congresso muito mais conservador do que o passado. As pautas em discussão na Câmara denotam esse sentimento de retrocesso e que está sendo acolhido por uma grande leva de parlamentares. A Reforma da Previdência, por exemplo, representa um tiro direto nos direitos dos trabalhadores. Essa reforma vale mais para os interesses dos bancos e investidores que buscam o lucro fácil com o dinheiro alheio. Lamentavelmente, a maioria parlamentar tem sido insensível para essa discussão que está na ordem do dia do cenário político nacional”, considerou o petista.

Por fim, o deputado federal destacou a atuação dele como parlamentar na capital federal. Iniciando o segundo mandato, contabilizando ainda quase três meses nessa atual legislatura, Paulão reforçou que o ‘mandato é dedicado à luta em defesa dos interesses da cidadania’.

“Tenho me dedicado à luta em defesa dos interesses da cidadania, buscado ao mesmo tempo contribuir com a agenda de reivindicações do governo de Alagoas. Diuturnamente, trabalho na liberação de emendas parlamentares – individuais e coletivas – para que o Estado possa ampliar seus serviços. Seja na infraestrutura, na saúde, na educação, segurança ou na cultura, meu trabalho tem sido perene. É meu dever cumprir essa agenda em respeito ao povo alagoano e em consideração aos eleitores que delegaram o segundo mandato de deputado federal”, concluiu o deputado federal Paulão (PT).

Em Tempo!

O Blog Kléverson Levy continua com a série de perguntas – #90DiasdeMandato – com os nove parlamentares de Alagoas. Portanto, daremos espaço (aos que respondem a este jornalista) para a opinião de todos os deputados federais.

#Série90DiasdeMandato

#VidaQueSegue

Email: kleversonlevy@gmail.com

Redes sociais: @kleversonlevy e @blogkleversonlevy

Deixe um comentário