webbanner_BEM+AULAS COM CUIDADO_728x90px
webbanner_BEM+AULAS COM CUIDADO_728x90px

Governador ataca jornalista, se ‘apequena’ e abre disputa com Collor

Eis que o governante que não aceita críticas contra uma gestão não merece respeito nem dos eleitores. Ou seja, o episódio envolvendo o governador Renan Filho (MDB) e o jornalista Arnaldo Ferreira, da Organização Arnon De Mello, fez com que RF se apequenasse diante da imprensa alagoana.

Renan Filho não soube conduzir sua insatisfação contra o senador Fernando Collor (Pros) e atacou o profissional que estava cumprindo o papel que é de sua incumbência na labuta diária na tal entrevista coletiva.

Arnaldo Ferreira é um grande profissional, com 40 anos de experiência na área, e o governador de Alagoas o tratou de maneira desqualificada, esqueceu o cargo que ocupa, se mostrou alterado e expôs – mais uma vez – que a soberba de ser chefe de Estado está acima de tudo e todos.

Foi um exposição, diante do vocabulário e palavras ditas, que reacendeu – acredito – o lado que estava escondido – pelo menos para imprensa alagoana – no filho do senador Renan Calheiros (MDB). Afinal, nos bastidores e entre os aliados muitos conhecem o modus operandi – em jactância – de RF.

Porém, o interessante é que – ao falar de Collor durante a entrevista – o governador já cita o senador como “candidato” (antecipando um pleito que ainda virá em 2022) ao mesmo tempo em que tenta responder a pergunta do jornalista.

De feição – aparentemente – assustada, RF se mostrou despreparado ao tentar desmentir várias denúncias publicadas na Gazeta de Alagoas sobre a Segurança Pública de Alagoas e, de fato, atacou quem não deveria atacar. O profissional estava cumprindo apenas o papel de jornalista.

“Os números desmentem eles. Essa Alagoas que você está falando é a Alagoas do Collor, que administra as empresas dele sem pagar salário do pessoal… [] Você não conhece os números e está editorialmente tutelado por um coronel que colocou esporas em sua barriga e rédias na sua cabeça… [] Então, Arnaldo hoje em dia as redes sociais e posição do cidadão ela é propositiva. Acabou aquela influência da Gazeta de tutelar a informação. Tem um monte de jornalistas aqui sabendo que o que estais falando não é verdade. Você está sozinho nessa. Você não vai conseguir vencer. E ainda mais na era das redes sociais a sua influência caiu ao chão “, disse o governador para Arnaldo Ferreira.

Confira o vídeo abaixo!
Nota da OAM

Por outro lado, em nota publicada na Gazetaweb, a OAM prestou solidariedade ao jornalista e tratou as respostas do governador afirmando que RF “conseguiu converter numa miniatura o seu papel de governador do Estado”

“Sob pretexto de tratar da Segurança Pública de Alagoas, Renan Filho conseguiu converter numa miniatura o seu papel de governador do Estado.

Sem respostas objetivas às perguntas feitas, lançou mão da pequena e velha prática da intimidação. Buscou desqualificar o jornalismo dos veículos da OAM e, ao mesmo tempo, atacar o jornalista Arnaldo Ferreira, que possui quarenta anos de jornalismo e respeitável passagem pela imprensa brasileira.

Na democracia, a imprensa fiscaliza e exercita a crítica a quem controla o erário. Ao governante, resta explicar – sem álibi franzino. A sociedade sabe que, na vida real, os problemas na Educação, Saúde e Segurança, por exemplo, se avolumam cada vez mais e estão bem distantes do universo digital palaciano, já miniaturizado.

A OAM presta solidariedade ao seu profissional e vai prosseguir em sua jornada, defendendo o interesse público e prestando serviço ao cidadão”, diz o texto da OAM.

Em tempo!

Renan Filho se ‘apequenou’ diante de toda imprensa alagoana e quem estava escutando sua entrevista.

Essa foi a primeira vez (constatada pelo Blog Kléverson Levy) em que o governador se mostra irritado e não aceita críticas da imprensa, independente de ser OAM ou não, mas que estava rebatendo dados oficiais que foram levantados pelo Sindpol.

Que o governador permaneça um democrata, como sempre foi com a imprensa alagoana, e entenda que jornalistas cumprem papel de informar aquilo que muito governos escondem do Povo.

Por fim, saudações ao companheiro Arnaldo Ferreira!

Já 2022, óbvio, é mais à frente!


Deixe um comentário