webbanner_BEM+VALORIZA_728x90px
WhatsApp Image 2021-11-04 at 14.44.55 (3)

Em cinco dias, Covid-19 infectou 1.288 pessoas em Alagoas

Por Kléverson Levy

Os dados são reais e foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas (Sesau). Da segunda-feira (10) até a sexta-feira (14), os Boletins Epidemiológicos da Secretaria de Estado da Saúde confirmam 1.288 novos casos de Covid-19 em Alagoas.

Tivemos – ainda – dois óbitos confirmados pela pasta.

Nos cinco dias úteis desta semana última semana é fato que houve um crescimento “descontrolado” de pessoas que foram contaminadas pela doença no estado.

Além disso, segundo a Sesau, a ocupação dos 365 leitos criados para atender, exclusivamente, pacientes com suspeita e confirmação de infecção pelo novo coronavírus e por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), aumentou para 51% até quinta-feira (13).

Os leitos estavam ocupados por 185 pacientes, sendo 62 em UTIs, três em Leitos Intermediários e 120 em Leitos de Enfermaria.

Ou seja: comprovado que Alagoas começa o ano com vários casos de ‘reinfecção’ pela Covid-19 e síndromes gripais que estão afetando – de modo geral – os alagoanos.

Leia + AQUI! Síndromes gripais e volta da Covid-19 são prognósticos das festas de fim de ano em Alagoas

Esta semana, o governador Renan Filho (MDB) e o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, anunciaram medidas para o fortalecimento das ações de combate à pandemia do novo coronavírus em Alagoas.

RF deixou claro que vai ‘combater o vírus por meio de ampliação de testagem, aceleração da vacinação e aumento dos leitos, a instalação de centrais especializadas e a disponibilização de ambulâncias para o transporte sanitário de pacientes’.

Por fim, vale lembrar que a redução ou diminuição dos casos dependem – claramente – da colaboração da população. Além do mais, a vacina é a grande vilã para evitar que hajam mortes, bem como, o uso de máscara é crucial para não sermos contaminados.

Se cuidem! Não esqueça da vacina.

É isto!

#VidaQueSegue

Email: kleversonlevy@gmail.com

Redes sociais: @kleversonlevy e @blogkleversonlevy

Deixe um comentário