webbanner_BEM+AULAS COM CUIDADO_728x90px
webbanner_BEM+AULAS COM CUIDADO_728x90px

Deputada diz que há 4 anos cobra execução de programa destinado aos agricultores

Foto: Vinícius Firmino/Ascom ALE

Na sessão desta quarta-feira, 15, na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), a deputada estadual Jó Pereira (MDB) cobrou do Estado a execução do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) em Alagoas.


Pereira reforçou dizendo que há quatro anos o Programa foi aprovado na Casa de Tavares Bastos e, nesse mesmo período, cobra do governo de Renan Filho (MDB) para que ele seja executado.

“Tem quatro anos que venho pedindo ao governo a execução do PAA… Tem quatro anos que aprovamos o programa nesta Casa, aprovamos no Conselho do Fecoep (Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza) o aporte de R$ 15 milhões para o PAA, mas até agora só foram executados R$ 700 mil no ano anterior ao mais recente ano eleitoral”, considerou Jó.

Ainda em seu pronunciamento, a parlamentar frisou que o PAA é importante neste momento de Pandemia e isolamento social, visto que os pequenos agricultores não estão conseguindo escoar a produção nas feiras livres.

Jó Pereira também destacou que – em julho de 2019 – o Conselho do Fecoep, do qual é integrante, aprovou um projeto encaminhado pela Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), com vigência até julho deste ano, referente a ação do leite.

Do montante de R$ 18 milhões destinados ao programa, R$ 15 milhões são oriundos de recursos federais, e o Conselho autorizou o aporte de R$ 3 milhões, como complemento pelo governo do Estado.

“Nesse momento é importante que a Seagri encaminhe ao Fecoep um projeto aumentando o valor de contribuição para o Programa do Leite. Já fizemos esse apelo ao secretário, que também integra o Conselho do Fundo, assim como seguimos apelando também pela execução do PAA para auxiliar o pequeno agricultor, pois esses alimentos, assim como o leite, também vão chegar às pessoas que estão na extrema pobreza”, avaliou Jó Pereira.

Em tempo!

Não só pela cobrança da deputada Jó Pereira, mas, os agricultores de Alagoas esperam – há muito tempo – por programas prometidos pelo Governo de RF. São alguns programas engavetados e que estão parados ou que foram prometidos sem serem implantados.

Portanto, é preciso o Estado dar uma atenção aos agricultores que, assim como boa parte dos alagoanos, sofrem com a paralisação das atividades devido ao Coronavírus. Chega de discursos fatídicos e promessas ardilosas em ações de governo pelo interior.
Deixe um comentário