Webbanner_BEM_728x90px
Webbanner_BEM_728x90px

Caso Pinheiro: vereadores da CEI ouvem CPRM e IMA nesta quinta-feira (16)

De acordo com a assessoria da Câmara de Vereadores de Maceió, a Comissão Especial de Inquérito da Câmara Municipal de Maceió realiza uma audiência nesta quinta-feira, 16, às 13hrs, na sede da Casa, em Jaraguá.

Os vereadores da CEI querem ouvir os representantes da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) do Serviço Geológico do Brasil e do Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA) no caso do bairro Pinheiro.

Na semana passada, a CPRM apontou a empresa Braskem como responsável pelas rachaduras, fissuras e afundamento do solo nos bairros do Pinheiro, Bebedouro e Mutange, bem como, os técnicos do Serviço Geológico do Brasil revelaram que a empresa havia entregado documentos sobre as atividades de mineração que não correspondiam com a realidade.

Após as oitivas da audiência desta quinta-feira, a CEI vai confrontar as informações e, se ficar comprovado que a Braskem utilizou dados falsos para se defender das acusações, não está descartado que a Câmara peça a prisão dos culpados.

Segundo o presidente da CEI, vereador Francisco Sales (PPL), se dados foram passados errados à CPRM, a comissão pode avaliar o pedido de prisão dos dirigentes da Braskem em Alagoas.

“Vamos solicitar à CPRM mais detalhes sobre quais dados foram ocultados, quais foram entregues de forma errada e como isso pode ter comprometido o estudo de um problema tão grave, que afeta milhares de famílias. Diante dessa questão, podemos sim avaliar cautelosamente o pedido de prisão dos dirigentes da Braskem”, explicou Sales.

Ainda fazem parte da CEI os vereadores José Márcio Filho (PSDB – relator), Silvânia Barbosa (PRTB – secretária da comissão), Beto da Farmácia (PROS), Mauro Guedes (PV), Lobão (PR) e Siderlane Mendonça (PEN).

Portanto, a CEI da Câmara Municipal de Maceió vai está em audiência nesta quinta-feira, 16, às 13hrs, na sede da Casa de Mário Guimarães, em Jaraguá.

#VidaQueSegue

Email: kleversonlevy@gmail.com

Redes sociais: @kleversonlevy e @blogkleversonlevy

Deixe um comentário