Webbanner_BEM_728x90px
Webbanner_BEM_728x90px

Cartas divulgadas em Delmiro expõe caos político na gestão de Padre Eraldo

Insustentável! Esta é a palavra que leva a gestão do prefeito de Delmiro Gouveia, Padre Eraldo Cordeiro (PSD), ao caos político na cidade. Padre Eraldo vai chegando ao terceiro ano de mandato sendo taxado como a administração pífia.

Eleito em 2016, com uma votação ‘expressiva’ contra o candidato do ex-prefeito Lula Cabeleira, o ex-deputado federal Givaldo Carimbão, Eraldo Cordeiro passou de ser a vontade de mudança para decepção política.

Com 14.722 votos (52,78% válidos) do eleitores delmirenses, o prefeito sertanejo vem perdendo a confiança dos moradores, gerando insatisfação na cidade e conquistando novos adversários políticos.

Em mais de dois anos à frente do Executivo, Cordeiro não conseguiu atender aos anseios da população e não disse – ainda – ao povo para que foi eleito.

Esta semana o Blog Kléverson Levy recebeu cartas que circulam por toda cidade de Delmiro Gouveia como demonstração da má-administração de Eraldo.

Novos aliados e secretários da gestão do Padre – em sua maioria todos oriundos de outras cidades do estado – estão sendo chamados de “gangue de forasteiros” e que “andam surrupiando os cofres públicos de Delmiro”.

Nas cartas, a pessoa cita ainda o nome do prefeito do prefeito de Palmeira dos Índios, Júlio Cezar (PSB), o “Imperador”, como responsável por indicações no município sertanejo.

As duas cartas que o Blog Kléverson Levy teve acesso (Veja ao lado) colocam em ‘xeque’ a administração do gestor e expõe os salários altos da considerada “nova turma de forasteiros” nomeadas pelo gestor.

O mais interessante é que os textos intitulados de “Acorda Delmiro” também mostram que o autor conhece ou conhecia bem todos os passos dados na administração delmirense. Entre os salários, cargos e até contratações de empresas, a carta apresenta um demonstrativo real da situação financeira cofres públicos da cidade.

Ao Blog Kléverson Levy, a informação é que as denúncias também foram encaminhadas ao Ministério Público Estadual (MPE-AL) para que medidas sejam tomadas.

Inclusive, a Câmara de Vereadores de Delmiro Gouveia solicitou ao prefeito a exoneração de todos servidores comissionados – os que não são da cidade – incluindo os chamados de “forasteiros” como o secretário de Governo, Saúde, Finanças e o procurador do município.

Por fim, o Blog Kléverson Levy deixa o espaço aberto para que alguém da gestão de Padre Eraldo ( ou o próprio) possa se pronunciar sobre os fatos publicados neste espaço e a carta que está na íntegra para os leitores do Blog.

#VidaQueSegue

Email: kleversonlevy@gmail.com

Redes sociais: @kleversonlevy e @blogkleversonlevy

Deixe um comentário