Câmara de Maceió: JHC aponta para união entre Poderes e dívidas de R$ 330 milhões na Prefeitura

Por Kléverson Levy

Ontem, 18, foi o retorno das atividades legislativas na Câmara de Vereadores de Maceió. A presença mais ilustre, claro, foi a do prefeito João Henrique Caldas, o JHC (PSB), além de demais autoridades presentes.

Os discursos de ‘união e parcerias’ feitos pelos vereadores da capital alagoana não faltaram durante toda a sessão solene de abertura dos trabalhos na Casa de Mário de Guimarães.

Já o prefeito JHC destacou pontos importantes em sua fala no legislativo de Maceió, a exemplo de desmontar o palanque para gerir o município administrativamente.

Outro ponto, entretanto, foi a ‘união entre os Poderes (Câmara e Prefeitura) pelo bem de Maceió, bem como, os desafios encontrados no começo da gestão e o rombo de cerca de R$ 300 milhões em dívidas no Executivo’.

“O momento é de desmontarmos os palanques do passado e construirmos o futuro da nossa capital. 2020 foi um ano difícil. Mas o povo de Maceió é forte. Com a ajuda da nossa gente, já começamos a mudar nossa cidade para melhor. Herdamos mais de R$ 330 milhões em dívidas. As contas públicas estavam descuidadas. Gastava-se mais do que se arrecadava. Isso também começou a mudar. Começamos a tirar do papel ações importantes e urgentes para nossa cidade e que têm impacto direto no dia a dia do maceioense”, disse o prefeito de Maceió.

Retorno das atividades legislativas na Câmara de Vereadores de Maceió / Foto: Redes Sociais

João Henrique Caldas falou também em ‘cooperativismo e que é dever de todos usarem o Poder para mudar a realidade do povo de Maceió’.

“Não temos direito de colocar nossos planos pessoais acima do bem da população. É nosso dever usar o poder pra mudar a realidade do povo. Deixo meu mais profundo sentimento de cooperativismo, estarei firme com esse propósito alinhado com o executivo para atingir nossos objetivos”, finalizou JHC.

Portanto, com tantos problemas encontrados no Executivo, se faz necessário um trabalho de sintonia entre Câmara de Maceió e Prefeitura.

Afinal, JHC tem maioria na Casa de Mário de Guimarães e um secretário de Governo (Francisco Sales) que sabe dialogar – muito bem – com seus pares.

Será?

Leia Também: Câmara inicia os trabalhos sem a vice-presidente eleita na ‘chapa’

#VidaQueSegue

Email: redacao@blogkleversonlevy.com.br

Redes sociais: @blogkleversonlevy

Deixe um comentário