PMM---VACINA-MACEIO---WEBBANNER-728x90px

“Ameaça de retaliação à CPI”, dispara RF ao ser citado por Bolsonaro

Por Kléverson Levy

Ontem, 07, o governador Renan Filho (MDB) respondeu – ainda no Twitter – sobre a citação do presidente Bolsonaro (sem partido) ao cobrar que ele – RF – seja investigado na CPI da Covid-19.

Bolsonaro, em sua live semanal na quinta-feira, 06, disse que o filho do senador Renan Calheiros (MDB) também deve entrar na lista de investigados da CPI, mesmo que o senador alagoano seja o relator.

O embate, em Brasília, é uma maneira para enfraquecer, segundo fontes do Blog Kléverson Levy, a CPI que tem Calheiros como uma das peças principais para relatar o que está por trás do incômodo da família Bolsonaro.

“Sabe o que eu diria para o senador? Prezado senador, frase não mata ninguém. O que mata é desvio de recurso público, que seu estado desviou. Vamos investigar seu filho que a gente resolve o problema. Desvio mata. Frase não mata”, afirmou Bolsonaro.

Antes de visitar o município de Porto Real do Colégio ontem, 07, Renan Filho também havia concedido uma entrevista (live) para falar sobre a declaração do presidente. Nas redes sociais, o governador de Alagoas também repetiu o que disse ao vivo para Globo News.

“O que isso parece é que essa investigação seria uma retaliação ao trabalho da CPI. Investigar um governador que, por coincidência, é o filho do relator da CPI da Covid parece bastante que é uma retaliação à própria CPI”, ressaltou RF em entrevista à Globo News.

Em Tempo: o senador Renan Calheiros já explicou que ‘conduzirá sua ação sempre baseado nos valores do estado democrático de direito, sem perseguições’ e reforçou ainda que o trabalho será pautado pela isenção e imparcialidade.

É isto!

#VidaQueSegue

Email: redacao@blogkleversonlevy.com.br

Redes sociais: @blogkleversonlevy

Deixe um comentário