PMM---H1N1---728X90px (2)
PMM---BEM---WEBBANNER-728X90px (1)

ALE aprova 100 milhões dos recursos do orçamento do Estado para saúde em AL

A Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) derrubou nesta quarta-feira, 17, o veto governamental à emenda aditiva – de autoria da Comissão de Orçamento da Assembleia Legislativa – e remanejou 1% do orçamento do Estado para saúde em Alagoas.

Cerca de R$ 100 milhões serão destinados ao tratamento oncológico em todo estado por conta da emenda que consta no Projeto de Lei (PL) que fixa a Lei de Diretrizes Orçamentária (LOA) para 2019.

A deputada estadual Jó Pereira (MDB) foi relatora do parecer favorável à manutenção da emenda, de autoria da Comissão de Orçamento, cujo veto foi votado na sessão de hoje, 17. Pereira classificou como uma vitória de todos os alagoanos a derrubada, por 18 votos a 1, do veto à emenda do PL.

“Esses recursos destinam muita esperança para quem depende do Sistema Único de Saúde para realizar o diagnóstico precoce, o rastreamento e o tratamento do câncer em Alagoas, e podem significar a diferença entre a vida e a morte de milhares de pessoas, porque quem tem câncer, tem pressa”, destacou.

Em pronunciamento, antes da votação, Jó ressaltou que, em razão dos investimentos já realizados nos últimos anos na saúde, como a construção de novos hospitais, o próprio governo deve ampliar o percentual de recursos para a área, ultrapassando o mínimo constitucional de 12%.

“Aprovando esse aumento de 1%, estamos sinalizando a necessidade que o próprio governo tem de aumentar seu orçamento com saúde, e tenho certeza que isso vai acontecer, independente da emenda, mas é necessário que essa Casa contribua também com essa necessidade de avanços de alocação de recursos na saúde… Essa Casa está dando ao governador Renan Filho condições para que ele faça história, coloque os hospitais para funcionar e ofereça o melhor tratamento para a saúde da mulher e do homem alagoano”, reforçou Pereira.

Apartes favoráveis

Em apartes, vários deputados se solidarizaram com a fala da relatora, entre eles Léo Loueiro, Fátima Canuto, Bruno Toledo, Yvan Beltrão, Davi Maia, Davi Davino, Bruno Toledo e Ângela Garrote.

Depois de ter a defesa da emenda classificada como “discurso político de oposição”, pelos deputados Olavo Calheiros e pelo líder do governo, Silvio Camelo, Jó Pereira lamentou o rótulo e ressaltou sua postura de independência e coerência no parlamento, desde o mandato anterior, em todas as pautas e causas que defende.

“Estou lutando não politicamente, mas por uma causa que é maior do que isso, a saúde… Não se trata de ser contra ou a favor do governo, mas a favor da população”, afirmou, acrescentando que, derrubando o veto, a Casa fará história junto com o governador Renan Filho.

#VidaQueSegue

Email: kleversonlevy@gmail.com

Redes sociais: @kleversonlevy e @blogkleversonlevy

Com informações da Assessoria da deputada Jó Pereira

Deixe um comentário