Família Garrote quer fazer o 7º prefeito em Estrela de Alagoas

Fotos: Facebook

Liderada pela deputada estadual  Ângela Garrote (PP), a cidade de Estrela de Alagoas é comandada pela família desde 1997.

De lá para cá, os Garrotes dominam o município desde que o então prefeito Antônio Garrote (in memória), pai do atual gestor, Arlindo Garrote, conquistou o Executivo na década de 90.

A família Garrote vem mostrando que se mantém no Poder por dois motivos: conquistam os votos do eleitorado a cada eleição e mantém uma prestação de serviço no município que dá sustentação política e eleitoral para continuar dominando o Executivo local. 

Sem oposição forte, e com maioria na Câmara de Vereadores, o prefeito Arlindo Garrote vai emplacar o tio e pré-candidato a prefeito, Aldo Lira (PP), como sucessor para assumir o município - sendo eleito - a partir de 2021.

Irmão da deputada Ângela Garrote, Aldo é o atual vice-prefeito de Estrela de Alagoas e foi trabalhado para ser o próximo gestor da cidade com o aval dos Garrotes.

Se conseguir fazer o tio como sucessor, Arlindo Garrote vai dar continuidade ao poderio-político que iniciou com o pai, em 1997, e que até hoje a oposição não conseguiu sentar na cadeira de prefeito estrelense.

Portanto, Aldo Lira vencendo o pleito de 2020 será o sétimo (7º) prefeito eleito pela família Garrote.


Aldo será o sétimo, caso seja eleito, já que passaram pela Prefeitura de Estrela: Antônio Garrote (1997-2004); Ângela Garrote (2005-2008) - foi reeleita, mas cassada pelo TRE em 2008; José Almerindo da Silva (Eleição suplementar/2009-2012); e Arlindo Garrote (2013-2020).

2020, todavia, é uma outra nova história com o resultado apenas em outubro. 


Comentários (0)


Deixe um comentário