ALE volta ao trabalho com foco em 2020 e rusgas de 2019

Fotos: Assessoria

Nesta terça-feira, 18, os deputados estaduais retomam suas atividades no plenário da Casa de Tavares Bastos, após um merecido recesso de final de ano. Eles podem!

Na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), o ano de 2020 começa antes do carnaval, dá uma 'paradinha' para os festejos de Momo e, depois, retorna novamente para - assim sendo -  reiniciar o ano de verdade.

Ao iniciarem os trabalhos legislativos de 2020, os parlamentares estarão focados também na eleição municipal deste ano. Alguns deputados na ALE, como veiculam na imprensa, devem sair candidatos a prefeitos em cidades alagoanas.

Outros, porém, sabem que dependem do pleito de outubro para garantir uma reeleição tranquila lá na frente, em 2022, mas, tem que fazer a base eleitoral agora.

Liderado pelo presidente e todo-poderoso, o deputado Marcelo Victor (SD), os parlamentares alagoanos aguardam ainda, segundo informações do site da ALE, a presença do governador Renan Filho (MDB) no retorno dos trabalhos.

RF deve comparecer para mostrar aos parlamentares o Plano de Governo para o exercício de 2020 e, dentre eles, sobre o rateio das sobras de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Ou seja, como está publicado no site da ALE, 'como uma das primeiras matérias que deverão ser apreciadas pelo plenário da Casa'. Ótimo!


Rusgas de 2019

Porém, não podemos esquecer que - ano passado - não seria vitória de Renan Filho, na aprovação do Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos do Estado de Alagoas (RPPS/AL), se não fossem os deputados estaduais protagonistas da conquista governamental.

Lembrando que por 24 votos, sendo uma abstenção na 1ª votação e duas ausências, o "Pacote de Maldades" contra os servidores públicos foi aprovadíssimo pela Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE).

Portanto, a ALE retorna aos trabalhos legislativos com foco no pleito de 2020.

Contudo, e antes de tudo, os deputados devem apreciar a matéria do Governo que beneficia os servidores da Educação sobre o rateio do Fundeb, já que os 14% serão descontados dos salários de todos os servidores públicos de Alagoas com o novo Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos do Estado de Alagoas (RPPS/AL) aprovado pela própria ALE em 2019. 

Absurdo!

Que, 2020, o servidor público mereça/ganhe mais respeito da classe política em Alagoas.


Comentários (0)


Deixe um comentário