Teca Nelma quer vaga na Câmara e diz que "é preciso dar poder ao povo"

Foto: Assessoria

De mãe para filha, a jovem Teca Nelma, filha mais nova da deputada federal Tereza Nelma (PSDB), quer conquistar uma das 25 vagas na Câmara de Vereadores de Maceió.

Teca, neófita no campo da política, é a mais nova aposta dos tucanos - em Alagoas - para renovação na eleição de 2020. Se eleita, todavia, vai reconquistar a cadeira que foi da mãe antes de vencer o pleito de 2018 à Câmara dos Deputados.

“Minha mãe, Tereza Nelma, esteve na Câmara Municipal por 04 mandatos como vereadora. Foi autora de mais de 200 leis para Maceió. Grande parte delas voltadas para os excluídos e esquecidos pelos demais políticos, como as pessoas com deficiências, os idosos, os LGBTQI+, os moradores de rua. Ela fortaleceu as entidades filantrópicas, como a Pestalozzi de Maceió, Arapiraca e em mais 14 municípios. Ela humanizou a Casa de Mário Guimarães e chamou o povo para discutir os problemas da cidade. Eu acompanhei tudo isso e quero dar seguimento a essas ações, com mais vigor, novas ideias e ideais. Esse será meu propósito”, completou.

Estudante de Relações Internacionais e com vários intercâmbios para trabalhar com população periférica, Tereza Nelma (a filha) é um nome jovem que vem da nova geração do tucanato alagoano com a 'chancela' do senador e presidente da sigla no estado, Rodrigo Cunha.

Indagada pelo Blog Kléverson Levy, sobre como ela avalia sua pré-candidatura à Câmara de Vereadores de Maceió, Teca disse que  - se eleita - quer mudar a dinâmica da Casa de Mário Guimarães.

"Acredito que promoverei uma renovação necessária na Casa. Sempre participei da trajetória política da minha mãe, deputada Tereza Nelma, mas tinha o desejo de trilhar meu caminho como representante ativa. Tanto que a decisão da pré-candidatura partiu apenas de mim. Quero mudar a dinâmica da Câmara, já que o que foi feito até agora parece insuficiente em muitos aspectos. Precisamos de uma Casa aberta às discussões, mais popular e que trabalhe pelos interesses do povo, das organizações da sociedade civil e das organizações filantrópicas", respondeu.

Por outro lado, ao ser questionada de qual seria o trabalho necessário para legislar na capital alagoana, a filha da deputada Tereza Nelma - que carrega o mesmo nome da mãe - ressaltou que 'é preciso empoderar o povo e trabalhar no combate à exclusão social'.

"Minha geração propõe uma troca da política que cuidava de interesses privados para interesses do povo. E por isso, meu objetivo é promover melhorias para os mais vulneráveis, combatendo a exclusão social, o racismo e a opressão, sempre  ouvindo as pessoas. Precisamos empoderar o povo e trazer à tona assuntos muitas vezes esquecidos, como os direito das mulheres, das pessoas com deficiência e doenças crônicas, dos animais, além de debater problemas antigos do nosso município, como o desemprego, a falta de saúde e a segurança", concluiu Teca Nelma ao Blog Kléverson Levy.

Portanto, como vem reiterando este espaço, jovens políticos de sobrenomes ou não, a exemplo de Teca Nelma e tanto outros, mas que sejam jovens políticos que façam mudar/inovar/renovar a política desde já.

Boa sorte! 

Redes sociais: @kleversonlevy e @blogkleversonlevy


Comentários (0)


Deixe um comentário