Aumento dos casos de Covid-19: secretário diz que AL tem menor índice de isolamento social do Nordeste

Foto: Agência Alagoas

Em nota enviada à imprensa, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, que usou as redes sociais para fazer um alerta, disse que "Alagoas tem o menor índice de isolamento social do Nordeste".

De acordo com a ferramenta criada pela empresa In Loco, que monitora o movimento de pessoas durante a quarentena no Brasil, o Alagoas possui índice de 49,3%.

Alexandre Ayres fez um apelo aos alagoanos para que cumpram as medidas preventivas de distanciamento social com o objetivo de evitar a propagação da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

“Estamos com o menor percentual de cumprimento de isolamento social do Nordeste. Isso é muito perigoso e fará com que o número de infectados cresça! Você precisa fazer a sua parte para evitar que a próxima vítima tenha o nome de alguém que você conhece. Fique em casa”, apelou o secretário de Estado da Saúde.

Por outro lado, ontem, 15, foi constatado que Alagoas tem 83 casos confirmados da Covid-19, entre eles, cinco óbitos. Os dados constam no Boletim Epidemiológico de número 40, que aponta, ainda, a ocorrência de 290 casos em investigação e 828 descartados.

Estado e Segurança

No interior do estado, por exemplo, tem comércio local que está funcionando e desrespeitando o Decreto Governamental que pede o fechamento de boa parte dos estabelecimentos.

Além disso, muitos moradores não respeitam mais o isolamento social e estão nas ruas, nas lojas, nos bancos e se aglomerando no momento que é recomendado se afastar.

Portanto, é preciso que o Estado e as forças de Segurança Pública ajam - imediatamente - para que os casos de Covid-19 não aumentem a cada Boletim Epidemiológico divulgado pela Sesau.

Sem monitoramento e sem ação do Estado (no caso da Força de Segurança), todavia, impossível que medidas sejam respeitadas para garantir a saúde da população.

Por fim, o isolamento social está cansativo, chato, monótono, porém, importante para que nós - alagoanos - não soframos por perdas humanas.


Comentários (0)


Deixe um comentário